Fusili integral com PTS e tomates cereja

* Pra quem não sabe, PTS (Proteína Texturizada de Soja) é a famosa carne de soja.

Eu ando numas de limpeza na despensa e na geladeira. Sabe quando você compra, compra, compra e acaba nunca usando o que está na despensa? Pois é, eu sou assim. Infelizmente. E daí me sinto não apenas jogando dinheiro fora como também ocupando um espaço precioso na minha despensa, que já não é das maiores.

Na verdade, na limpa de hoje nem saiu muita coisa. Principalmente porque PTS é uma coisa que rende, digamos, muuuito. Parece que você usa, usa e nunca acaba.

Como eu queria um almocinho rápido (de novo, afinal de contas, quem é que quer ficar horas na cozinha para preparar almoço só para si mesmo?), dei uma olhada rápida na geladeira e na despensa e me lembrei daquele pacotinho de PTS já dando sopa há meses (não, não sei qual a validade do PTS... ainda mais que compro a granel, não tem informação no pacote :S).

Eu pretendia preparar o PTS refogado com umas abobrinhas que estavam na geladeira, mas cheguei atrasada - elas já eram. Mesmo. Foram para o lixo. Então mudei os planos e resolvi fazer o macarrãozinho básico, que é rapidinho, e juntar o PTS a uns tomatinhos cereja da geladeira que também já estavam querendo cruzar o Cabo da Boa Esperança.
É nessas horas que eu fico fula da vida, pois os comerciantes acham que só compra produtos frescos quem tem família grande. O tomatinho cereja vem na bandeja fechada, eu passo uma semana comendo. Tudo aquilo que vem em maços (rúcula, espinafre, agrião) tem uma porção enorme. E eu, comendo sozinha, tenho que passar a semana inteira comendo a mesma coisa - ou jogar metade fora, o que não acho uma opção muito razoável.
Desabafos à parte, mãos à massa. Atenção, receita para uma pessoa, uma só refeição, medidas em punhados (ou mãozadas)! rsrs

* Deixei um punhado de PTS de molho por cerca de 1 hora (era para deixar só 30 minutos, mas fui fazer outra coisa e me esqueci dele hehe). Depois espremi bem para tirar toda a água e reservei até a hora de usar.
Coloquei a água do macarrão para esquentar, e enquanto isso piquei meia cebola e um dente de alho. Refoguei em um pouco de azeite a cebola e o alho até ficar douradinho.
No meio do processo a água do macarrão ferveu. Coloquei um fio de azeite, sal e dois punhados de macarrão na água. Dei uma misturada e voltei ao refogado.
Juntei à cebola e ao alho o PTS reservado e mexi bem, ele começou a grudar na panela (provavelmente por causa do teflon inexistente) então juntei um pouquinho (pouquinho mesmo!) da água do macarrão. Quando já estava no ponto, juntei 5 tomatinhos cereja cortados ao meio no sentido longitudinal (uso aqueles mais compridinhos, parecidos com os italianos. Acho mais gostosos), dei uma esmagada de leve pra soltar um pouco do suco e mexi bem.
Quando o macarrão ficou pronto (no meio do processo do refogado, claro), escorri e voltei à panela para aguardar o molho. Não ia demorar, mesmo.
Quando o molho ficou pronto, juntei na panela do macarrão e mexi.
Espalhei um pouquinho de queijo ralado por cima e... olha, não é que ficou uma delícia?!

Comentários

Mesa pra 1 disse…
Tô sentindo falta de uma picanha nesse blog!

:)
Ba disse…
Olha só, Mesa pra 1, acho que picanha vai demorar pra aparecer por aqui... hihi

;)
risonha disse…
eu também tenho a mania de comprar montes de coisas e quando dou por mim tenho a despensa cheia.
agora ando lá com uns pacotes de farinhas diversas que têm que ser usados...

e quanto á soja tenho a mesma opinião do que tu: rende, rende e nunca mais acaba...
adorei esta tua opção para lhe dar uso.
Eliana Scaramal disse…
Eu tenho me controlado para comprar coisinhas pois já tive que jogar coisas fora por cairem no vencimento. Adorei essa massa!


www.saboresdalica.blogspot.com
Ba disse…
Risonha, não dá nos nervos ver aquele monte de coisas na despensa e não conseguir usar? Eu às vezes tenho surtos e saio jogando um monte de coisas fora... hehe

Eliana, isso acontece comigo também... fico louca da vida!

Beijos!
Téia disse…
Ba queridona, eu sou como você, vivo com a dispensa cheia, mas como lá em casa somos 3, quase nada se perde, fico sempre de olho para não esperdiçar, claro, que não dá para aproveitar tudo, mas eu me esforço. Fico com um dó, tanta gente passando fome, né? Ah, sou um bocado natureba, apesar de não postar quase nada assim, e sempre tenho PTS em casa, adoro fazer quibe, bolinho, molho e até ela refogadinha, mas nunca tinha pensado em colocá-la em uma massa, você é danada, viu? Parabéns, adorei a dica, e sua foto está apetitosa, humm. Bj grande lindinha.
Ba disse…
Téia, olha que até tenho conseguido dar uma esvaziada aqui ultimamente, mas ainda tenho muito o que fazer! Às vezes a preguiça me vence também, não posso negar... hehe
Quanto ao PTS, sigo a seguinte lógica: é carne moída! hahaha
Beijos, querida!!

Postagens mais visitadas deste blog

Uma fruta linda, estranha e sem gosto

Arroz integral com ervilhas

Empanadas integrais de ricota com espinafre