Peito de frango ao molho de mostarda

Decididamente, eu tenho um parafuso a menos.

Quando vi a receita do Frango com Molho de Mostarda ao Porto que a Laurinha postou fiquei logo na fissura para reproduzi-la, e demorei alguns dias mas finalmente consegui me programar para fazê-la. Fiz minhas adaptações, é claro, pois não uso álcool aqui em casa e também fiquei na preguiça de preparar o caldo de frango (é, realmente, nem o de tabletinho rolou). Mas tudo bem, não tem problema. A questão é que, depois de preparar o prato eu dou a primeira garfada e me lembro: "Peraí, mas eu nem gosto de mostarda!".

Como eu disse, um parafuso a menos.

No final das contas, a mostarda nem estava forte e eu acabei gostando bastante do prato mesmo assim. O episódio serviu, mesmo, pra eu aprender a prestar atenção no que está escrito e não me deixar seduzir pela foto do prato. hehehe

Peito de frango ao molho de mostarda

Para 1/2 kg de peito (olha eu comendo a mesma coisa a semana inteira) usei um fio de azeite, no qual refoguei o frango cortado em pedacinhos. Salguei na panela mesmo e me arrependi de ter usado só sal, devia ter usado algum tempero completo.

Quando o frango já estava cozidinho achei por bem colocar uns temperinhos - fiquei com medo de ficar meio sem graça, já que tudo o que faço leva alho ou cebola (ou os dois rsrs) - , então coloquei uma colher de chá de alho granulado e duas de cebola em flocos (olha, não fez nem cócegas...).

Refoguei rapidamente e juntei então 1 xícara de água quente, 1 caixinha de creme de leite de soja, 2 colheres de sopa de mostarda escura (era a que eu tinha), 2 colheres de sopa de mostarda em grãos amarela e um pouco mais de sal.

Fervi por uns 2 ou 3 minutos e servi.

Conclusão: Devia ter usado o caldo de frango, com certeza, nem que fosse o de tabletinho (vergonhinha aqui, porque a receita original usa). Ou então refogado uns temperinhos junto com o frango. Ou, quem sabe os dois (hehe). Outra coisa que eu poderia fazer é refogar o frango na manteiga/margarina e não no azeite, acho que dá um gostinho muito bom. Tirando isso, o prato é bem gostoso, muito rápido de fazer, com certeza vou repetir - só que fazendo direito. ;)

Comentários

Laurinha disse…
Ba, estou rindo até agora...

Olha, a gente tem de adaptar mesmo ao paladar... não custa nada (bom, às vezes custa, é um tal de 'num-devia-ter-feito-isso'...)
mas às vezes corre-se o risco de se gostar, né não!

Ah, franguinho tem de temperar antes de ir à panela mesmo, senão fica aquilo meio 'sem sal/sem açúcar'...

Beijinhos
Ba disse…
Pois é Laurinha,

Não adianta, ainda sou muito novata... hahaha... ainda tem muita besteirinha pra sair daqui! rs
Da proxima vez tempero antes, mesmo. É assim que a gente aprende! rsrs

Beijocas!

Postagens mais visitadas deste blog

Uma fruta linda, estranha e sem gosto

Arroz integral com ervilhas

Empanadas integrais de ricota com espinafre