Bolachas Rápidas de Flocos de Aveia e um agradecimento especial

Comecei a escrever este post quatro vezes, e em nenhuma delas fiquei satisfeita com o resultado. Queria falar sobre um monte de coisas, adolescência, responsabilidades, tempo, manias.

Não importa.

O que eu queria mesmo é dizer que, depois de muitos anos, reencontrei o prazer de fazer biscoitos. Depois de encontrar tantas receitas tão fáceis e tão apetitosas em tantos blogs maravilhosos, não tive mais desculpas e me senti praticamente obrigada a retomar essa atividade que um dia me deu tanto prazer.

Quero agradecer às tantas foodies que me inspiram diariamente, e que mesmo sem saber disso fazem parte do meu dia-a-dia. Um grande beijo a todas, e que neste ano que se inicia sejamos todas muito felizes.

Bolachas Rápidas de Flocos de Aveia (daqui, tenho certeza que vocês já conhecem)

125 g de farinha de trigo (usei 50g integral, o resto branca)
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher de chá de fermento em pó
1/2 colher (chá) de sal
100g de açúcar mascavo
125 g de açúcar granulado fino (usei cristal, não sei se era esse mas deu certo)
125 g de manteiga sem açúcar
1 ovo, ligeiramente batido
1 colher (chá) de essência de baunilha
1 colher (sopa) de leite
1 colher (chá) de raspas de casca de laranja
160 g de flocos de aveia
125g de passas (usei metade brancas e metade pretas)

Aqueça previamente o forno até 180°. Forrar dois tabuleiros com papel manteiga (usei três). Peneirar a farinha com o bicarbonato de sódio, o fermento em pó e o sal.

Forme um creme com os açúcares e a manteiga (bati até clarear bastante). Adicione o ovo, a baunilha e o leite batendo bem até obter uma massa lisa. Misture os ingredientes peneirados e mexa bem. Junte a raspa de laranja, depois os flocos de aveia e as passas.

Com uma colher de sopa (usei de sobremesa), deite colheradas de massa nos tabuleiros deixando 5 cm de distância entre eles. Leve ao forno durante 10 -12 minutos (os meus ficaram um pouco mais) ou até ficarem dourados. Retire-os imediatamente.


* Os biscoitos parecem moreninhos, mas estão exatamente no ponto (um milagre por aqui). Não sei se foi o açúcar mascavo ou a farinha integral que os deixou mais escurinhos, ou quem sabe tenha sido a combinação destes...

Minha avaliação:
Adorei as bolachinhas. O uso do açúcar mascavo e das passas me estimulou a incluir a farinha de trigo integral, e achei que o resultado ficou muito bom. O namorado comeu, well, muitas - não contei. Levou um pacotinho (o da foto) para um amigo, que eu mandei como lembrancinha de Natal atrasada, e este também adorou.

Quero repetir esta receita muitas vezes e distribuir para muitas pessoas, mas ainda há muitas outras receitas que preciso provar. Pressinto a chegada de uma nova era.

Comentários

laila disse…
é reaqmente delicioso transgredir essas pequenas barreiras e curtir o prazer dessas coisas simpels.. ficaram lindas as bolachas! bjs
risonha disse…
olha... podias ter mandado um pacotinho para mim que eu não me ia importar nada.
Nela disse…
Querida ficaram lindas e deveras saborosas, e sabe eu também gosto de fazer e dar, acho que tem muito valor,tudo que é feito por nós, e o namorado é sortudo, ter uma menina tão prendada, beijinhos Ba.
Ba disse…
Laila, é maravilhoso! Ainda quero ultrapassar muitas barreiras!rs
Beijos

Risonha, quem sabe da próxima... desta leva não sobraram! rsrs
Beijos

Nela, também acho que os presentes feitos por nós mesmas têm muito valor, principalmente porque são feitos com amor. O namorado acha que estou tentando engordar ele! rsrs
Beijos

Postagens mais visitadas deste blog

Uma fruta linda, estranha e sem gosto

Arroz integral com ervilhas

Empanadas integrais de ricota com espinafre